quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Corrida de Rua de Foz do Iguaçu por Mônica Cordeiro

Às vezes nem acredito, mas não é que fiz minha segunda corrida oficial? Mesmo sendo "míseros" 5 km, pra mim é como se tivesse corrido uma maratona, afinal, quando comecei há dois meses, eu corria em "minutos" e não em kilômetros. Corria 5 minutos quase morrendo, e hoje já consigo correr 1 hora, o que representa 8 km!! Nunca me senti tão bem, e se meu joelho deixar, quero chegar aos 10 km... será??
A primeira corrida oficial, CORRIDA PAGUE MENOS > 4 km em Recife, me entusiasmou, e quando Júlio se inscreveu na Maratona de Foz resolvi ir com ele. Na verdade a viagem para Foz do Iguaçu era mais para vê-lo correr e fazer umas comprinhas no Paraguay, mas contando com a companhia animada da prima Lívia e de minha cunhada Chris, resolvi me inscrever na Corrida de Rua - 5km, apesar dos protestos de Júlio dizendo que era pra gente correr os 10 km, como se fosse fácil...
Na sexta, as 6:00 da manhã, tivemos o privilégio de fazer um treino de 5 km na Avenida das Cataratas, tendo Júlio como treinador.



Treino na "madrugada" fria de Foz

Em seguida a um ótimo café da manhã e animadas por termos feito o percurso seguimos para o Ciudad del Este no Paraguay. Eu, super satisfeita com minhas aquisições "esportivas", um Garmin 405 e um levíssimo tênis New Balance. No fim da tarde depois de muitas risadas e brincadeiras por causa das nossas "muambas" (teve gente que com medo da polícia colocou os óculos caros já na cara, mas se esqueceu de tirar a etiqueta... muito engraçado!!) voltamos ao hotel para depois de um breve descanso sair de novo, desta vez para Puerto Iguazu na Argentina, onde saboreamos um delicioso Bife de Chorizo e uma ótima cerveja Quilmes.
Nem precisa dizer que cheguei literalmente "acabada" no hotel e dormi feito pedra.
Júlio conferindo o BegeBerry...kkkk

Restaurante El Quincho del Tio Querido em Puerto Iguazu
Querendo uma dia mais light na véspera da corrida, declinei do convite de Júlio e Chris para voltar a Puerto Iguazu. Preferimos fazer uma Trilha Ecológica no hotel mesmo. Um bosque lindo e preservado, cheio de pássaros, laranjeiras, pinheiros,samambaias... uma festa para a bióloga Lívia, que tirou umas "trocentas" fotos. O ponto alto da trilha foi a caminhada até o Rio Tamanduá, que seguindo o recreador do hotel, é uma braço de rio que vem das Cataratas do Iguaçu. Deu muita vontade de dar uns "cangapés", como diz Lívia, mas a água era simplesmente GELADA!!




Depois pegamos um ônibus para conhecer o centro de Foz e pesquisar o percurso da nossa corrida. Me deu um pânico quando vi que seria na Avenida Brasil, pense na ladeira!! Falei: vou nada!! Meu joelho vai estourar... Por sorte o percurso pegava uma parte plana da avenida e meu medo passou.
Já em cima da hora fomos nos encontrar com Júlio e Chris no SESC para pegarmos os kits, assistir ao Congresso Técnico da Maratona e esperar a hora do jantar de massas.

O bom do sábado foi rever os amigos da Acorja : Ju Job, Ésio, Henrique e Nice, Paulo Picanha e família, Flávio Lemos  e conhecer os amigos maratonistas de Júlio, principalmente Miguel Delgado, que com muita gentileza e paciência configurou meu Garmin e me deu algumas lições para usá-lo no dia da corrida. Valeu Miguel, pena que na hora H  fiz feio e esqueci de tudo... foi o nervosismo, rsrs... Mas agora os ensinamentos voltaram pra minha cachola  e já o estou usando nas minhas corridas aqui em Tabira.

Jantar de massas no SESC



 Acorja e Baleias

Na fila para o jantar de massas avistei Vanderlei Cordeiro de Lima e o fiz saber que meu sobenome é o contrário do dele : de Lima Cordeiro.Fato que nem Júlio havia percebido. Surpresa mesmo foi saber que a mãe dele é de Afogados da Ingazeira, cidade vizinha à Tabira, e que o pai é de Monteiro na Paraíba, terra do meu bisavô. Tenho certeza que ele ainda é nosso primo, e segundo Júlio, a razão pela qual ele, Júlio, corre tão bem... modesto esse meu irmão.
Com o "primo" Vanderlei Cordeiro de Lima
Já no hotel fomos dormir cedo já que a corrida estava marcada para as 7 da manhã e precisávamos descansar. Não sei Lívia, mas eu dormi super mal , baita ansiedade... por sorte o dia amanheceu, tomamos um rápido café e um táxi para a Avenida Brasil.
Nos surprendemos com a estrutura para a corrida, afinal haviam poucos escritos, só 20 corredoras para a prova feminina. Largada pontual e só vi as meninas deixando a gente pra trás, mas fomos no nosso ritmo e depois de 1 km já chegávamos perto delas. O dia frio e a falta de sol nos ajudou, ponto de água no km 2 e seguimos... Dei uma acelerada no final e Lívia que vinha danada atrás de mim não me passou, perto do final acelerei e passei uma corredora que estava na minha frente desde o começo, mas me descuidei e na reta final ela me passou de novo. Depois indo para o Parque das Cataratas a conheci de perto, chama-se Zélia, é paulista, e estava acompanhando o filho e o marido que estavam correndo a maratona. Ela é corredora experiente dos 10 km e combinamos de nos encontrar na maratona de São Paulo do ano que vem e fazer a corrida dos 10 km, pode ser minha revanche...
O bom foi que "ganhei" de Lívia e Chris!! E ruim que não tinha ninguém pra registrar minha chegada, mas taí a chegada das meninas:

Chegada de Lívia

Chegada de Chris
Alegria com as medalhas!!
Nossos tempos para a prova>> Mônica  .... 30' e 20"
                                                          Lívia ........  30' e 44"
                                                          Chris .......  31' e 38"
Isso nos colocou nas colocações 9, 10 e 12 respectivamente, bom demais!! E parabéns pra Chris, que com apenas três treinos conseguiu terminar a prova e com ótimo tempo.
Depois de repormos a energia com frutas e gatorade resolvemos ficar mais um pouco para ver a passagem dos corredores da maratona, e fizemos muita festa na passagem de Júlio e dos amigos pernambucanos. Com alguns contratempos por conta do trânsito fechado não conseguimos chegar a tempo no Parque das Cataratas para ver a chegada de Júlio, o que foi uma pena, mas do ônibus do parque demos uma força para Miguel, Wu e o casal Baleias, Hideaki, Ésio e Nice. Muita festa também pra Ju Job que arrasou e arrebanhou mais um pódio para a ACORJA, eita "cabocla" arretada!!

A alegria de Nice 

Pódio de Ju Job
Depois foi só comemorar com os amigos, conhecer as belezas das Cataratas do Iguaçu e tirar muitas fotos.O relato da maratona vocês podem ler no blog de Júlio www.maratonistapernambucano.blogspot.




Eu vou ficar treinando aqui pelo sertão e esperando as próximas corridas e o reencontro com os amigos, que espero que seja breve!!
Abraços a todos!!
Mônica Cordeiro

16 comentários:

Julio Cordeiro disse...

Mônica,
Relato emocionante.
Já estou preocupado com a concorrencia de corrida e do blog.
Me sinto orgulhoso de ter influenciado vocês para este mundo maravilhoso das corridas.
Estarei aí no sábado para fazermos no mínimo 10 kms. Não adianta reclamar!!!
Chama lÍVIA E Mirna.
Beijão e parabéns novamente pelo belo relato.

elis disse...

oi, mônica!!!

parabéns por sua segunda participação nessas aventuras que são as corridas de rua!!!
adorei seu relato!!! júlio tem razão de se preocupar com a concorrência no blog rssssss
e pelo tempo com que vocês concluíram a prova, já dá pra antecipar uma concorrência nas pistas também;)

vocês virão pra maratona de são paulo, é?! então nos encontraremos!!! mas faço pior que júlio: se inscreve pros 25km;)

bjs

http://elismc.blogspot.com

Dani disse...

Oi Mônica. Que legal que vcs estão gostando da corrida. Desejo muita sorte e sucesso pra vcs nesse esporte viciante. O Júlio vem pra Maratona de Curitiba dia 21/11? Tem a corrida de 10km e caminhada de 5km. Se vcs vierem me avise, ok?
Bjos,
Dani

Lívia disse...

Mônica,
Muito bom o teu relato, descreves e ilustras bem todos esses dias passados nas três fronteiras,rsrsrs. O bom é que eu só vou indicar para as pessoas lerem, pois é igualzinho ao que eu lembro, mas sem essa inspiração para escrever. Tu de modéstia diz que não escreves bem... oxê mulher, tá uma viagem perfeita- rsrsr. Espero uqe possamos partilhar outros bons momentos de superação, coragem, desbravamento e confraternização, sim, porque toda essa cumplicidade dos corredores e familiares cria uma aura linda e dá vontade de querer estar presente sempre mais, como diz Julinho ( o vírus contagiou mesmo).
Parabéns pelo relato,
Obrigada pela companhia e pela paciência de "cambitarmos" em todas aquelas lojas e departamentos de compras,kkkkkkkkk
Ah! e eu devo o cambão também,rsrsr

BALEIAS disse...

Olá Mõnica. A sua chegada (e de Mariana) nas corridas e no blog é realmente fascinante. Um belo texto, recheado de emoção, simpatia e gentileza. Parabéns pelo primo descoberto agora. Eu não teria dúvidas se fosse comigo. Do jeito que a coisa vai e sendo da família que vc é não me surpreenderei se trocar no ano que vem os 10 km da Maratona de São Paulo por Porto Alegre e fazer logo a maratona. Grande abraço e foi mesmo um prazer te conhecer. Miguel Delgado.

irmascordeiro disse...

Júlio, não se preocupe, jamais passarei dos 10 km. E quanto à concorrência... Você puxou a Mamãe na arte de escrever bem, já eu não tive a sorte.
Obrigada pelo incentivo e pelo carinho.
Um cheiro da irmã.

Ellis, obrigada pelas palavras de ânimo, mas minha meta é chegar no máximo aos 10 km. Espero lhe encontrar em São Paulo.
Um abraço.

Dani, valeu pelo incentivo às blogueiras e corredoras iniciantes. Julinho vai para a Maratona de Curitiba, eu não resolvi ainda se irei. Mas lhe darei notícias.
Um cheiro.

Lívia, você foi me animar pra correr agora tem que me aguentar. Vamos nos inscrever sim para os 5 km da Corrida das Praias de João Pessoa. E de quebra vamos aproveitar as delícias da capital paraibana,
Cheiro pra tu.

Pois é Miguel, demoramos pra "descobrir" o primo famoso. Obrigada de novo pelo carinho e boas corridas.
Um grande abraço.

Mônica Cordeiro

Anônimo disse...

Julinho, Mônica, Mariana, Mirna( a próxima corredora)e Lívia me deixam muito orgulhosa.
Eu me divirto lendo as peripécias e aventuras de vocês; e me encanto com a descrição e as fotos dos lugares visitados e percorridos.
Mais do que um Blog, é um relato interessante sobre viagens e paisagens do nosso país.Parabéns. Dulce Lima

Mirna disse...

Mônica, é muito emocionante seu relato, deve ser gratificante cumprir uma amaratona. Eu e Irnael ainda não participamos de nenhuma maratona, mas já corremos 7km.

Beijo.

Mirna.

Andreia Miron disse...

Mônica, parabéns pelo relato (como ainda pode dizer que "só Julinho e Mariana puxaram a mamãe", na arte de escrever bem?)Parabéns pela prova e pela vontade (vontade mesmo!) de fazer novas provas!

Você é um exemplo de superação mesmo!!! Neide e eu sabemos bem disso... Rsrsrsrs

Abraço!

Karla Geane Miron disse...

Mônica,
Parabéns pelo blog e principalmente pelo esforço(literalmente)rsrsrs.
Pelo o relato que fizestes e as fotos postadas, deve ter sido muito bom e proveitoso para você e companhia.
Te desejo Sucesso nas caminhadas.Principalmente nas da vida.
Abraço!

Lindy disse...

Valeu MÔNICA!!!!!! BELO RELATO,MUITO BOM MESMO...BJO

Blog Veronica Sobral disse...

Mônica,

Que surpresa agradável ver este blog atualizado, ainda mais com um relato maravilhoso..emocionante... poético... e tão real da maratona! Eu estava louca pra ver esta escrita!Sei que todos escrevem bem na família.. e por isso a ansiedade para ler tudo isso!
Adorei a maratona ( é isso mesmo!), porque pelo seu relato vivi cada momento seu...cada emoção...
Parabéns, garota! Você e Mariana estão de parabéns pelo blog, pelas corridas! Por tudo! Tô morrendo de inveja! E cuidem em atualizar todo dia... vou ficar cobrando!

Grande abraço!

Veronica SObral!

irmascordeiro disse...

Mirna, você como quem não quer nada já tá dando "cambão" na gente!! Pena que não topou a corrida até Solidão.
Beijo

Mamãe, com certeza a senhora tem uma participação nessa nossa paixão pelas corridas.Saudades de Tio Donca...
Beijo

Andreia, você e Neide se descuidaram e eu tomei gosto pela coisa... Se anime de novo. Lembra quando eu só conseguia correr no máximo 1 minuto? rsrs...
Beijos

Karla, obrigada pela visita ao Blog e pelas palavras animadoras.
Abraços.

Lindinalva, valeu pela visita ao Blog.Fique acompanhando, vou continuar correndo aqui pelo sertão.
Um abraço.

Veronica, obrigada pelo apoio de sempre e junte-se a nós nas corridas! Você foi atleta e gosta de esportes, certamente não será difícil a volta.
Quanto à "escrita", mulher, deixa de mentir, visse? rsrs...
Beijão

Mônica Mirtes Cordeiro

Mariana disse...

Adorei as fotos e o relato. Tudo que eu gosto de fazer, viajar, correr e comprar bugingangas. Mas João precisa crescer mais um pouquinho para eu poder viajar. Próximo ano quem sebe. Mariana

GILMAR FARIAS disse...

Mônica,
Parabéns por mais uma corrida. Irmã do ultramaratonista Júlio e prima do Vanderlei Cordeiro tem obrigação de correr. Seu blog está muito bom, parabéns!
Gilmar

Corredora Pernambucana disse...

Mônica,
Fico feliz demais por vc e mais essa conquista, mesmo com o joelho doendo. Mas o importante é isso mesmo, seguir correndo.
Lugar lindo demais. Uma pena ter tão poucas mulheres. Fiquei com uma inveja das comprinhas no Paraguay..rsrs.
Parabéns tb para Lívia e Cris.
Bju grande linda!!!