sábado, 19 de fevereiro de 2011

Treino no Parque


Aqui em Caruaru tem um Parque chamado Parque Ambientalista Severino Montenegro. São quatro hectares de área verde, muitos exemplares da flora agrestina e oferece espaço agradável para a prática de exercícios físicos, assim como para piqueniques.


O Parque é um local onde  os pais podem desfrutar da companhia dos filhos em total segurança. Isso com direito a brincadeiras direcionadas à educação ambiental ou à  produção de brinquedos a partir de materiais recicláveis, sempre em contato direto com a natureza. Sempre ocorre eventos de saúde e bem estar, com instruções, prevenção e atividades educativas em relação ao meio ambiente.
A primeira vez que fui lá levei minha mãe. Ela quase enlouqueceu. Ficou doida por tudo que viu, os jardins, os troncos que se transformaram em bancos, o Bosque de ipês, o Jardim das Esculturas, tudo.
 
E realmente é muito bonito e agradável.
 
Levantei cedinho e como só tinha feito dois treinos de 5 kilometros essa semana resolvi sair e fazer um passeio corrístico no Parque. João Guilherme  já estava esperto e foi junto.

O percurso para caminhadas é pequeno, mais ou menos 600 metros, mas a vista é linda, o cheirinho de flores, o barulhinho das árvores, ar limpo e puro. Particularmente não gosto de correr em voltas, mas fiz correndo 5 kilometros e fotografei para colocar aqui no blog.





Enquanto isso, João Guilherme era só festa.

O percurso faz uma volta por dentro do Parque e passa pelo Jardim das Esculturas, onde vi, sanfoneiro, cangaceiro e um cabra com um pífano. Tem um memorial da Usina do Asfalto, pois ali antes funcionava uma.
 
Que transformação.
A desativação da antiga usina de asfalto e a descontaminação do solo foi uma das primeiras ações para o processo de transformação do lugar. Contudo, a história desse importante equipamento não foi esquecida, estando preservada através do ‘Memorial do Asfalto’, uma das atrações do novo parque. No local o visitante encontrará um breve histórico da usina, além do maquinário e equipamentos que produziam o asfalto. Quanto à sementeira, permanecerá em plena atividade, cumprindo assim a sua principal função, na produção de mudas dos diversos tipos de árvore para a manutenção da paisagem urbanística do município.

O projeto arquitetônico do parque contempla diversas áreas, a exemplo do jardim sensorial, que promove a acessibilidade às pessoas portadoras de deficiência visual através do toque e cheiro de espécies da flora regional; o lago e a cascata, contribuindo para a beleza paisagística; anfiteatro para a apresentação dos artistas locais; jardim das esculturas de sucata, mostrando peças artísticas criadas a partir da reutilização de materiais como sucata; bosque temático, com a concentração de algumas espécies arbóreas em locais estratégicos do parque; brinquedo projetado a partir da madeira oriunda através de programas de reflorestamento; área de convivência, através de espaço que permite o encontro familiar em ambiente sadio; espaço zen, local ideal para a prática de meditação e contemplação da natureza; orquidário e lanchonete, vinculada à Associação caruaruense dos Portadores de Deficiência (Apodec), com prioridade para os alimentos naturais. Todas estas áreas partem de um ponto central, onde se encontra a Rosa dos Ventos. (fonte: site da cidade de Caruaru)
Depois fui curtir o pequeno, pois toda vez que eu passava ele jogava os bracinhos. Assim não dá... boicota qualquer treino. Mas tudo bem, amanhã eu corro mais um pouquinho.
Mariana Cordeiro

7 comentários:

Mirna Cordeiro disse...

Mariana, que paisagens bonitas, deve ser muito bom correr com a natureza em volta, é realmente um espetáculo. João Guilherme está lindo. É muito fofo.

BALEIAS disse...

Olá Mariana! Quer dizer que você tem seu Parque da Jaqueira aí em Caruaru! 600 metros dá para fazer uma boa corrida, imagina que tem corredor que fica 24 horas correndo numa pista de 400!! Aqui em BH para correr a melhor opção é a Lagoa da Pampulha, pois a orla tem 18 km e dá para fazer a festa, tem até água de coco! Grande abraço e bons treinos aí pelos belos parques de nosso tão querido nordeste. Abraço ao pimpolho também! Miguel Delgado.

Dani disse...

Oi Mari,

Ano passado qdo estive ai, infelizmente, não tive a oportunidade de conhecer esse parque, mas parece ser belíssimo.

Conhecemos mesmo a Feira de Artesanato que me tomou quase que o dia todo.

Que lindo e fofuxo que é o João Guilherme. Deu vontade de dar uns apertões...rs.

Bjos,
Dani
www.correndoemagrecendo.blogspot.com

irmascordeiro disse...

Oi Dani. Não sabia que você conhecia minha Caruaru. Eu chamo aquela feira de MUVUCA total. Meu marido diz que se procurar direitinho até o impossível vc encontra lá. kkkkk!!!! Ele vai muito pouco lá. Eu vou sempre, as vezes só pra espiar. O Parque é muito bom, e levar os meninos é uma diversão. Um abração!
Mariana

elis disse...

oi, mariana!!!

que lugar legal onde você correu! é muito tranquilo! deve ser gostoso correr aí! também não gosto de ficar correndo dando voltas, mas se for o jeito, eu corro, e ainda acho graça kkkkkkk

que filho lindo (cachinhos de anjo!)! não dá mesmo para resistir a um apelo desses;) corrida, sempre tem mais, mas esses momentos valiosos com nossos filhotes são únicos!

parabéns pelo treino! muito sucesso em seu retorno!

bjs
http://elismc.blogspot.com

GILMAR FARIAS disse...

Mariana,
Eu não conheço esse lugar e já me sinto na obrigação de agendar uma visita. Obrigado pela dica!
É sempre bom ajustar as nossas corridas com as necessidades da família e passear com os filhos não tem preço.
Você vai participar da Corrida das Pontes?
Valeu!
Gilmar

irmascordeiro disse...

Mari,

é covardia isso... Além do lugar lindo, tô na maior dor de cotovelo por não estar correndo.

E João? A "bisso" lindo de titia... Morro de saudades dele e de Rafael.

Se tiver percurso de 5 km na Corrida das Pontes vou me increver. Acho que meu joelho aguenta.

Beijos
Mônica